Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013

Braga é uma cidade muito especial. Especial naquele sentido eufemistico que utilizamos para qualificar o que não é normal. É especial quando os seus cidadãos querem irigir uma estátua ao Cónego [Filho da Puta] Melo, é especial quando alunos são suspensos do Colégio Dom Diogo de Sousa por fazerem trabalhos festivos sobre o 25 de Abril, é especial quando o Domingos Névoa nela enriqueceu, é especial quando o poder espiritual se imiscui nos assuntos terrestres e é, enfim, especial, por costume e tradição.

 

A Polícia de Segurança Pública ter-se-á tornado hoje numa especialidade de Braga a par das barrigas de freira e das frigideiras.

 

É claro que há sempre a perspectiva contrária, segundo a qual os irrequietos miúdos bracarenses é que são especiais e, atendendo a esse aspecto, refere a Matriarca da Ordem Pública da cidade, a Comissária Ana Margarida, que o uso de gás pimenta para dispersar a canalha mais nova foi escolhido em vez de uma intervenção mais musculada. Ora bem! Não se bate nas crianças, quanto mais em crianças especiais! Consideramos assim esta uma intervenção baseada em profundos pressupostos éticos e morais, pelo que a Polícia de Segurança Pública de Braga não merece senão o nosso aplauso. Esta era a outra perspectiva, completamente idiota e idiotizante.

 

O GAEB, Grupo Armado dos Estudantes de Braga, célula militarizada dos alunos da Escola Alberto Sampaio, está prestes a libertar um comunicado, onde agendará novas formas de luta violenta para os próximos dias, onde se incluem vigilias nocturnas à porta da escola e uma manifestação silenciosa em frente do Governo Civil. Por esta hora reforços da PSP de todo o país dirigem-se para Braga.

 

Quando a realidade supera a ficção não sabemos se estamos a ler o jornal ou o suplemento humorístico.



publicado por José António Borges às 17:48 | link do post | comentar

Catarina Castanheira

Fábio Serranito

Frederico Aleixo

Frederico Bessa Cardoso

Gabriel Carvalho

Gonçalo Clemente Silva

João Moreira de Campos

Pedro Silveira

Rui Moreira

posts recentes

Entre 'o tudo e o nada' n...

Le Portugal a vol d'oisea...

Recentrar (e simplificar)...

Ser ou não ser legítimo, ...

O PS não deve aliar-se à ...

(Pelo menos) cinco (irrit...

Neon-liberais de pacotilh...

Piketty dá-nos em que pen...

Ideias de certa forma sub...

Ideias de certa forma sub...

arquivos

Janeiro 2016

Outubro 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012