Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

     Este Governo tem como principal objectivo combater o povo português. O fresco aviso de confisco de salários no próximo ano é apenas uma pequena parte da descapitalização em curso, secundarizando-se na importância a venda a retalho de todo o património público que presta tarefas fundamentais ao funcionamento de toda a estrutura do Estado. A montante, esta investida embate, quer o Governo queira, quer não o queira, em matérias de legalidade e legitimidade democrática. Um Governo que à revelia dos seus governados inverte tudo aquilo com que se comprometeu em acto eleitoral não goza de legalidade para continuar a exercer funções nem de legitimidade para continuar a representar os cidadãos portugueses.

     No seguimento de toda esta fraude, o Presidente da República é obrigado a intervir. Sabemos que Cavaco Silva não é admirador das funções do cargo que ocupa (diria mesmo que se sente infeliz em tal posição), mas deve, como já referiu a outros propósitos, em situações extraordinárias tomar decisões extraordinárias! Este Governo não tem mais confiança política para governar o país e, no respeito pela CRP, não poderá continuar a comprometer a soberania e independência nacionais, os direitos e liberdades, o património cultural, a educação e a saúde. Temos direito à resistência. Temos direito a resistir contra este atentado às nossa garantias. Se não nos sentimos representados, representemo-nos por nós próprios e forcemos eleições! Todos na rua!



publicado por Rui Moreira às 18:35 | link do post | comentar

Catarina Castanheira

Fábio Serranito

Frederico Aleixo

Frederico Bessa Cardoso

Gabriel Carvalho

Gonçalo Clemente Silva

João Moreira de Campos

Pedro Silveira

Rui Moreira

posts recentes

Entre 'o tudo e o nada' n...

Le Portugal a vol d'oisea...

Recentrar (e simplificar)...

Ser ou não ser legítimo, ...

O PS não deve aliar-se à ...

(Pelo menos) cinco (irrit...

Neon-liberais de pacotilh...

Piketty dá-nos em que pen...

Ideias de certa forma sub...

Ideias de certa forma sub...

arquivos

Janeiro 2016

Outubro 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012