Domingo, 5 de Outubro de 2014

Vivo constantemente com a sensação de que é sempre possível viver num melhor e mais perfeito Estado democrático, numa melhor e mais perfeita república, aliás, julgo que o republicanismo também implica essa inconformidade, esse incomodo, essa busca, e portanto, nada melhor do que evocar o lamentável Presidente da República que temos, e ainda mais, os aspetos que me levam ao incomodo, à inconformidade, e a vontade que desapareça do lugar que ocupa, para novamente escolhermos. Considero que o atual ocupante do Palácio de Belém é uma degenerescência do regime democrático, no seu caráter de imperfeição - como diria Churchill -, isto apesar de resultar da escolha popular democrática. Alguém que teima em considerar-se a si e aos seus acima dos cargos que ocupam, e de afirmar tacitamente que chegou ontem, não serve a República e está longe de a considerar. Que desocupe o lugar é o meu desejo para este dia de aniversário da República.

Eça faria dele uma personagem menor nos seus romances, e a caricatura de uma certa classe do país, Bordalo Pinheiro poria a arte das Caldas e a imagética caricaturista no bom ofício da crítica social. Nem precisaríamos de um qualquer artista de Barcelos, que em vez de se ocupar de galos em barro, contribui, provavelmente por desconhecimento e falta de informação, para a promoção de quase 50 anos de um tempo que nunca pertenceu à República! Viva a República!



publicado por Gabriel Carvalho às 15:03 | link do post | comentar

Catarina Castanheira

Fábio Serranito

Frederico Aleixo

Frederico Bessa Cardoso

Gabriel Carvalho

Gonçalo Clemente Silva

João Moreira de Campos

Pedro Silveira

Rui Moreira

posts recentes

Entre 'o tudo e o nada' n...

Le Portugal a vol d'oisea...

Recentrar (e simplificar)...

Ser ou não ser legítimo, ...

O PS não deve aliar-se à ...

(Pelo menos) cinco (irrit...

Neon-liberais de pacotilh...

Piketty dá-nos em que pen...

Ideias de certa forma sub...

Ideias de certa forma sub...

arquivos

Janeiro 2016

Outubro 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012